Cão vivo que trabalhou nos resgates de 11 de setembro ganha festa de aniversário épica!

“Na última sexta-feira, passaram 14 anos sobre os terríveis atentados em Nova York, EUA, que levaram a queda das Torres Gêmeas e a morte de milhares de pessoas. Existem várias formas de recordar a data que marcou o mundo no começo do século, e esta é com certeza uma das mais inspiradoras.

Quando as Torres Gêmeas foram atingidas nos Estados Unidos, em 11 de setembro de 2001, muitas vidas foram deixadas para trás. A tragédia motivou muitos voluntários a auxiliar no resgate às vítimas do atentado, que arriscaram sua própria saúde para salvar outras pessoas. Entre eles, havia também um time de cães treinados para o resgate – e a última sobrevivente entre eles acaba de completar 16 anos.

A Golden Retriever Bretagne foi um dos primeiros cães a iniciar a busca pelos sobreviventes em meio aos escombros. Essa havia sido a sua primeira tarefa após treinada, mas sua treinadora e “mãe” Denise Corliss conta que o animal parecia pronto para a tarefa.

Foto: Denise Corliss
Foto: Denise Corliss
Foto: Task Force 1
Foto: Task Force 1
Foto: Denise Corliss
Foto: Denise Corliss

“Aposentada” desde 2008, Bretagne é hoje o último dos cães que participaram do resgate ainda vivo e ganhou uma merecida festa de aniversário ao completar 16 anos. Entre as surpresas estavam muitos mimos caninos, um hambúrguer gourmet, as chaves para o parque de cães Hudson River e uma festa com muitos fãs!

*Vídeo em inglês, possível adicionar legenda!

Além disso, o hotel 1 Hotel Central Park, que hospedou a festa, doou US$ 1.000 para a Texas Task Force 1, que treina cães de resgate como Bretagne. A homenagem foi promovida pela equipe do site BarkPost, que realiza a ação Dog’s Best Day (“Melhor Dia do Cão”, em tradução livre), oferecendo um dia completo cheio de surpresas para cães que se destacaram por suas ações.

Foto: Carter Smith
Foto: Carter Smith
Foto Bark Post
Foto Bark Post

Fonte: Hypeness